quarta-feira, 2 de maio de 2012

Provérbios do mês de Maio


Primeiro dia de Maio molhado, fruta bichada.

A boa cepa Maio a deita



A boa cepa Maio a deita, porém Maio couveiro não é vinhateiro



A jeira de Maio vale os bois e o carro, a de Julho vale os bois e o jugo



Água de Maio e três de Abril valem por mil



Água de Maio , pão para todo o ano



Ainda não nasceu, nem há de nascer, quem em Maio o sete estrelas há de ver



Ainda que vistais o Maio de seda, Maio se queda



Chovam trinta Maios e não chova em Junho



Guarda pão para Maio, lenha para Abril, porque não sabes o ano que há de vir



Em Maio verás a água com que regarás



Guarda para Maio o pão tremês, nem no vendas nem mo dês



Quando em Maio não troa(troveja), não é ano de broa



Quem quiser o homem morto dá-lhe lapas em Maio e couves em Agosto



Trovoada de Maio depressa passa



Maio me molhou, Maio me secou



A erva, Maio a dá, Maio a leva



Em Maio a chuvinha da Ascensão dá palhinha e pão



Em Maio até a unha do gado faz estrume



Quando Maio chegar, quem não lavrou há de lavrar



A quem em Maio come sardinha em agosto lhe pica a espinha


1 comentário: